A alegria pode ser a sua cura!

Desde os tempos antigos, a alegria é reconhecida como um poderoso remédio. Na Grécia antiga, os hospitais foram construídos perto de anfiteatros para que os pacientes pudessem assistir facilmente a comédias prescritas para promover a cura.

Um dos casos mais conhecidos de alegria como bom remédio ocorreu quando o escritor e ativista pela paz Norman Cousins, em 1964, foi diagnosticado com uma doença fatal. Ao pesquisar sua doença, Cousins ​​aprendeu que as emoções negativas são prejudiciais à saúde e à cura. Ele então formulou a hipótese correta de que emoções positivas poderiam melhorar sua saúde, e ele começou a ler histórias engraçadas e assistir a filmes engraçados, essencialmente rindo para voltar ao bem-estar. Em 1989, validando o caso de Cousins, o Journal of the American Medical Association publicou um artigo pioneiro sobre a terapia do riso como um tratamento para melhorar a qualidade de vida de pacientes com doenças crônicas. Pesquisas mostram que sentir alegria regularmente – seja na forma de risos ou de atividades que promovem a felicidade e o bem-estar – pode produzir mudanças saudáveis ​​em todo o corpo. A alegria pode fortalecer seu sistema imunológico; impulsionar sua energia; diminuir sua percepção de dor, ansiedade e depressão; protegê-lo dos efeitos prejudiciais do estresse; aumentar sua capacidade de dormir com tranquilidade durante a noite; e mais. E a melhor coisa é que você pode acessar sentimentos de alegria a qualquer momento por meio da meditação.

Muitos de nós ainda acreditam que a alegria não é inata – que só vem com a posse de um item específico ou com a obtenção de um determinado resultado. Por isso, continuamos buscando a alegria por meio de objetos, relacionamentos e experiências, o que nos impede de perceber que essa emoção essencial já está dentro de nós, pronta para ser vivenciada.

Negando os sentimentos de alegria, sua vida e seus relacionamentos podem perder o significado e o valor. O que acende a chama da alegria em seu coração?

Afinal, o que a meditação tem com isso? A meditação é uma arte que nos ajuda a reconectar com nosso eu interior. E como todos nós temos a alegria inata, quietinha lá dentro, só esperando para ser observada, a meditação servirá como uma lanterna para iluminar sua caminhada em direção a esse sentimento.

Estudos dizem que a meditação desativa a rede padrão do cérebro, que de outra forma o mantém preso em padrões de emoções negativas e pensamentos obsessivos, e ativa as redes executivas, de atenção e de desfocagem do cérebro, que o ajudam a se abrir para a alegria e também para novas possibilidades de insight.

E qual o valor dessas informações? Será que isso realmente é possível? Não importa quantos estudos foram feitos no assunto ou se determinada prática nunca foi estudada, para uma informação se tornar verdade em sua vida você precisa vivenciá-la.

Uma técnica que uso para entender como funciona essa transmutação de sentimento é pensar no sentimento como as polaridades do grau (frio|calor) de um ar condicionado, o mínimo pode representar a tristeza e o máximo a alegria. Dessa forma, podemos perceber que os dois sentimentos possuem a mesma natureza e o que os difere é o grau que está no momento. Pensando assim, se estamos tristes, basta pegar o controle e alterar a temperatura, porque a alegria existe ali também de alguma forma.

Agora, te convido a vivenciar a alegria através do sentimento de gratidão – acolhendo sentimentos de gratidão e alegria no corpo e na mente. Você faz isso reservando um tempo para lembrar pelo que você é grato. Pesquisas mostram que as pessoas que praticam regularmente momentos de gratidão são mais alegres e experimentam menos depressão do que aquelas que não praticam.

Lembre-se que como qualquer outra atividade para maiores resultados precisamos praticar a meditação constantemente. Existem várias técnicas de meditação, guiadas, só com música, em movimento, com mantras, 1 minuto ou 1 hora de meditação e assim por diante, recomendo você experimentar diversas técnicas para descobrir qual você sentirá maior sintonia no momento. Se entregue sem julgamentos e com o tempo você vai entender o grande valor dessa prática para seu bem-estar.

Mahalo!

Últimas postagens

Privado: Só por 1 minuto…

Te convido a parar, respirar e se entregar só por 1 minuto. Nossa mente gosta da complexidade, de desvendar mistérios e buscar teorias mirabolantes e

Conheça 3 estágios da meditação

A mente pode ser nossa grande aliada ou a mais poderosa inimiga, ela pode tanto criar problemas, como achar soluções e é o relacionamento consciente